Instituto-Politecnico-do-Rio-de-Janeiro

O Instituto Politécnico promove a extensão universitária, aberta à participação da população do município de Nova Friburgo e região, visando à difusão dos resultados conquistados a partir da pesquisa científica e tecnológica desenvolvida no instituto, além da organização de reuniões científicas, ofertas de cursos de extensão, prestação de serviços especializados à comunidade e incentivo às atividades culturais, desportivas e de convívio social no espaço do antigo Clube Olifas que hoje integra o nosso campus universitário, incluindo o prédio onde funcionava um antigo hotel.  As atividades e potencialidades extensionistas compõem uma importante pauta do Instituto Politécnico e estão presentes em uma ampla agenda da relação universidade-comunidade, através da nossa Incubadora de Empresas de Base Tecnológica, da empresa júnior Serra Júnior Engenharia, e do projeto Mini Baja.

A Serra Jr. Engenharia, criada em 8 de maio de 2002, é uma empresa formada exclusivamente por alunos dos cursos de graduação em Engenharia Mecânica e em Engenharia de Computação do Instituto Politécnico da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, e tem como objetivo central o incentivo à inserção na prática empresarial e ao desenvolvimento dos alunos no que diz respeito à realização de projetos de engenharia.

As suas atividades foram interrompidas no ano de 2011, devido à tragédia climática que se abateu sobre Nova Friburgo. Em 2013, retomou com força total as suas atividades e os seus projetos. Hoje, está melhor do que nunca e oferece soluções em engenharia mecânica e de computação para todo o mercado.

Link Externo:

linkSerra Júnior Engenharia

Redes Sociais:

O projeto Espaço Ciência & Tecnologia se enquadra nas linhas temáticas para promoção de palestras, oficinas, cursos de divulgação científica e tecnológica e produção de material didático, através da implantação de um espaço destinado a: uma sala de exposições, um laboratório didático, destinados à popularização da Ciência e Tecnologia e apoio à educação científica e produção de conteúdos de divulgação científica destinados à internet.

O projeto também possui um canal no youtube através do qual são disponibilizados vídeos de palestras, minicursos e experimentos demonstrativos. Futuramente, uma sala de multimídia deverá ser acrescida ao espaço.

Além do material didático a ser disponibilizado na internet, haverá a produção de material didático também em DVD, o qual será distribuído nas escolas.

Convidamos os interessados a acessar nossa página no facebook onde estão disponíveis fotos das atividades desenvolvidas pelos membros deste projeto.

Link Externo

linkEspaço Ciência e Tecnologia

Redes Sociais

O termo "Incubadora de Empresas" é uma nomenclatura mundial, tradução do termo "Business Incubator". Esta nomenclatura não é aleatória, na verdade exprime de forma clara o conceito deste tipo de atividade, sendo uma analogia às incubadoras destinadas aos recém nascidos prematuros.

Uma incubadora de bebês não se presta como forma de tratamento clínico para doenças congênitas ou adquiridas. Na verdade, ela é um ambiente protegido que simula as condições intra-uterinas, propiciando ao bebê prematuro um período para completar seu desenvolvimento, crescimento e fortalecimento, até que suas características e funções vitais estejam em condições compatíveis com os bebês nascidos após uma gestação de tempo completo.

Da mesma forma, uma Incubadora de Empresas se propõe a ser um ambiente favorável ao desenvolvimento, crescimento e fortalecimento - tanto das tecnologias com potencial para se tornarem inovações em produtos, serviços, processos e ações de acesso a mercado quanto dos empreendedores que serão os agentes da inserção destas tecnologias no dia-a-dia dos consumidores e usuários. Assim, observando esse conceito, podemos afirmar que a base tecnológica e o perfil empreendedor são matérias primas trazidas às Incubadoras de Empresas para serem conjugadas e transformadas em inovação, cabendo às incubadoras cuidarem deste processo de transformação e não da geração destes elementos-base.

O funcionamento das Incubadoras de Empresas, inicialmente, compunha-se de centros industriais onde uma série de serviços como secretaria, contabilidade, vendas e marketing eram compartilhados pelas empresas lá sediadas. Gradativamente, isso progrediu para o conceito de um ambiente favorável, no qual o leque de serviços busca atender não apenas as demandas básicas de infraestrutura e atendimento, mas também ao desenvolvimento, crescimento e fortalecimento de empresas intensivas em conhecimento e que buscam a oferta ao mercado de produtos diferenciados.

Atualmente, o aprimoramento do comportamento empreendedor, a capacitação gerencial, o fortalecimento da relação das empresas com os laboratórios e centros de pesquisa das universidades e a interação com o sistema de inovação advindo das políticas públicas e das ações governamentais são a parte mais significativa do portfólio de serviços das Incubadoras de Empresas.

Mais Artigos...